Fórmulas Farmacêuticas Parenterais (Injetáveis)

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Fórmulas Farmacêuticas Parenterais (Injetáveis) by Mind Map: Fórmulas Farmacêuticas Parenterais (Injetáveis)

1. Ação Fora do Intestino

2. VantagensMaior rapidez no início dos efeitos; -Correlação entre droga administrada e o que fará o efeito; -Biodisponibilidade; -Útil em casos de vômito e diarreia.

3. Desvantagens: -Invasivo; -Conhecimento técnico e cuidados; -Concentração x tonicidade.

4. Via Endovenosa ou Intravenoso

4.1. Leito Vascular >> Não há absorção >> Efeito Imediato >> Administração de Grandes Volumes

4.2. Cuidados: Risco de embolia, sobrecarga de volume, cuidado com a velocidade e isotonia das soluções.

4.3. Vantagens: -Pode ter efeitos imediatos; -Ideal para dosagens de altos volumes; -Adequada para substâncias irritantes e misturas complexas; -Valiosa para situações de emergência; -Permite a titulação da dosagem; -Ideal para fármacos proteicos de alta massa molecular e peptídeos.

4.4. Desvantagens: -Imprópria para substâncias oleosas ou pouco absorvidas; -A injeção em bolus pode resultar em efeitos adversos; -A maioria das substâncias devem ser injetadas lentamente; -São necessárias técnicas de assepsia estritas.

5. Via Intramuscular

5.1. Músculo >> Altamente Irrigado >> Absorção Rápida

5.2. Cuidados: Líquidos anisotônicos e irritantes devem ser evitados, na aplicação tem o risco de lesar nervos e atingir vasos, procedimento invasivo.

5.3. Vantagens: -Adequada se o volume é moderado; -Adequada para veículos oleosos e certas substâncias irritantes; -Preferível via se o paciente deve se autoadministrar.

5.4. Desvantagens: -Afeta certos testes de laboratório; -Pode ser dolorosa; -Pode causar hemorragia intramuscular.

6. TIPOS

7. Via Subcutânea

7.1. Áreas distensíveis (Tecido adiposo) >> Menores volumes (até 3mL) >> Menor risco de complicações >> Útil para medicamentos que têm de ser absorvidos lentamente

7.2. Absorção lenta, através dos capilares, de forma contínua e segura. Usada para administração de vacinas, anticoagulantes (heparina) e hipoglicemiantes (insulina). Complicação: fenômeno de Arthus: formação de nódulos devido injeções repetidas em um mesmo local.

7.3. Vantagens: -Adequada para fármacos de liberação lenta; -Ideal para algumas suspensões pouco solúveis.

7.4. Desvantagens: -Dor e necrose se o fármaco for irritante; -Inadequada para fármacos administrados em volumes elevados.

8. Via Intradérmica

8.1. Via limitada >> Pequenos volumes (0,1 a 0,5mL) >> Testes imunológicos: BCG, Prova PPD

8.2. Cavidades serosas: Via intraperitoneal, altamente vascularizada, pouco utilizada, útil em experimentos com animais.