Antibiótico

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Antibiótico by Mind Map: Antibiótico

1. espécies Acinetobacter baumannii

1.1. Pseudomonas aeruginosa

1.1.1. família Enterobacteriaceaefamília Enterobacteriaceae

2. O uso de antibióticos

2.1. consumo de antibióticos elevado

2.2. apesar de se verificar uma diminuic¸ão em anos recentes

2.3. pelo que é importante tomar medidas no sentido de reduzir

2.4. o consumo destes medicamentos

3. breves notas sobre a sua evoluc¸ão

3.1. é atualmente um dos problemas de saúde pública

3.2. mais relevantes a nível global

4. A resistência bacteriana

4.1. problemas

4.2. saúde pública mais graves atualmente

5. Portugal Bactérias

5.1. Consumo de antibióticos em Portugal e na Europa

5.2. resistentes aos antibióticos

5.2.1. espécies

5.2.1.1. Acinetobacter baumannii

5.2.1.1.1. Pseudomonas aeruginosa

6. Consumo de antibióticos em Portugal e na Europa

6.1. grande variabilidade no consumo de antibióticos na Europa, avaliado em doses diárias definidas (DDD) /

6.2. 1.000 habitantes /dia (DHD)9

6.3. . O país com maior consumo de

6.4. antibióticos, a Grécia (31,9 DHD), apresenta um valor em DHD

6.5. cerca de 3 vezes superior ao país com menor consumo, a

6.6. Holanda (11,3 DHD). Observa-se também que o maior nível de

6.7. consumo de antibióticos ocorre nos países do sul da Europa,

6.8. comparativamente com os países do norte da Europa

7. bactérias Gram-positivas

7.1. espécie Staphylococcus aureus

7.1.1. género Enterococcus

8. bactérias Gram-negativas

9. Uso inadequado de antibióticos e a sua relac¸ão

9.1. antibióticos são: a modificac¸ão ou destruic¸ão enzimática

10. com o aparecimento de resistências

10.1. consumo inadequado

11. Evoluc¸ão da resistência microbiana a nível mundial

11.1. s bactérias patogénicas mais resistentes aos antibióticos em Portugal são: MRSA, Enterococcus resistentes à

11.2. vancomicina, Streptococcus pneumoniae (S. pneumoniae) resistentes à penicilina, enterobacteriáceas produtoras de ESBL ou

11.3. de carbapenemases, e P. aeruginosa e A. baumannii resistentes

11.4. aos carbapenemos4

12. principais mecanismos de resistência bacteriana aos

12.1. permeabilidade da membrana, alteração no local de atuação do antibiótico, bombeamento ativo do antibiótico para fora da bactéria e a produção de enzimas que destroem os antibióticos.