Anti-inflamatórios não esteróidais

Jetzt loslegen. Gratis!
oder registrieren mit Ihrer E-Mail-Adresse
Anti-inflamatórios não esteróidais von Mind Map: Anti-inflamatórios não esteróidais

1. Classificação

1.1. o AINES pode ser classificado de acordo com a estrutura e mecanismo de ação

1.2. Classe Terapêutica: Derivados de Acido Fenilantranílico

1.3. Classe Terapêutico: Derivados de Ácido Acéticos

1.3.1. Indometacina.

1.4. Classe Terapêutica: Derivados de Acido Propanoico ;Inibidores não seletivos da COX com efeitos terapêuticos e colaterais comum ao outros AINES.

1.4.1. Ibuprofeno.

1.5. Classe Terapêutica: Derivados de Ácido Enólico ;Inibidor não seletivo da COX modesta seletividade para COX-2

1.6. Classes Terapêutico: Derivados de Coxibes menores índices de reação adversas gastrointestinais e maior risco cardiovascular.

1.7. Salicilato: Aliviam dor ;Efeitos antipiréticos; Apresentam efeitos sobre trato gastrointestinais

1.7.1. Aspirina.

2. O que são ?

2.1. são classe de medicamentos que agem sobre processos inflamatórios no organismo.

3. Mecanismo de Ação

3.1. inibição da produção de prostaglandinas, conseguida por meio da inibição da COX.

3.2. Redução da síntese das prostaglandina e diminuição da intensidade do processo inflamatório

3.3. Surgem quando há um aumento da produção de uma substancia chamada prostaglandina.

3.4. A prostaglandina é gerada através da ação de uma enzima chamada ciclooxigenase (COX)

4. São Fármaco?

4.1. Apresentam propriedades analgésico (Reduz Dor) antipiréticos (Baixa febre) e anti-inflamatórios (Reduz inflamação).

5. Efeito Adverso

5.1. Náuseas, Dor abdominal, Úlcera Gástrica.

5.2. Podem agravar problemas renais em pacientes idosos, com insuficiência cárdica ,diabéticos, cirróticos ,dentre outros

5.3. Picos de concentração entre 1 - 4 h

5.4. Os efeitos colaterais mais graves incluem: Úlceras, Hemorragia, Insuficiência renal, Insuficiência hepática (raramente).

6. Uso clínico

6.1. Os medicamentos são prescritos em doses diferentes dependendo da doença a ser tratada.

6.1.1. A lista dos anti-inflamatórios é longa, geralmente se usa:

6.1.2. Ibuprofeno,

6.1.2.1. Geralmente, a dose recomendada para o ibuprofeno é de 400 mg cada oito horas. As doses de medicamentos com receita médica podem chegar a 800 mg de ibuprofeno a cada oito horas.

6.1.3. Naproxeno,

6.1.3.1. Dilui o sangue, assim, os indivíduos que estão tomando anticoagulantes do sangue devem evitar este medicamento porque ele pode causar sangramento. Dilui o sangue, assim, os indivíduos que estão tomando anticoagulantes do sangue devem evitar este medicamento porque ele pode causar sangramento

6.1.4. Diclofenaco,

6.1.5. Nimesulida.

6.2. A ingestão pode variar de uma a quatro vezes por dia, dependendo de quanto tempo o medicamento permanece no corpo.

6.3. O médico pode prescrever doses mais elevadas de medicamento para tratar algumas doenças, por exemplo a artrite reumatoide. Muitas vezes essa doença provoca inflamação significativa com calor, inchaço e rigidez das articulações.

6.4. As doses mais baixas podem ser apropriadas para a lesão muscular e artrose porque muitas vezes existe menos inchaço e as articulações não estão quentes ou avermelhadas.

6.5. Quanto mais um AINEs bloqueia a enzima COX-1, maior a chance de desenvolver uma úlcera e hemorragia. Existe um AINE chamado celecoxib (CELEBRA) que: Bloqueia a COX-2, Tem pouco efeito sobre a COX-1.

6.6. AINEs podem aumentar a pressão arterial.

6.7. A maioria dos anti-inflamatórios não-esteroides inibem a coagulação por algumas horas.

7. Via de administração

7.1. Drogas são absorvidas rapidamente,Uma vez absorvidos, atingem a concentração máxima no sangue entre 2 e 3 horas.

7.1.1. Administrar AINEs em conjunto com alimentos

7.2. Oral, Tópica e intradérmica

7.3. A maioria dos AINEs são administrados oralmente, com as exceções do cetorolaco e do parecoxibe (administração intravenosa), e do diclofenaco (administração oral, intravenosa e retal). São ácidos orgânicos fracos e, por isso, absorvidos rapidamente no estômago e intestino delgado. O estômago tem pH mais baixo que o intestino delgado e, portanto, mais medicamento está na forma não-ionizada mais absorvível; contudo, a principal fonte de absorção é o intestino delgado, devido à sua grande área superficial. Os AINEs têm alta biodisponibilidade devido a um limitado metabolismo hepático de primeira passagem. São moléculas altamente ligadas a proteínas e,