Laten we beginnen. Het is Gratis
of registreren met je e-mailadres
Sistema Nervoso Périférico Door Mind Map: Sistema Nervoso Périférico

1. Inicia-se aproximadamente na 20º semana gestacional

2. .

3. Origem

3.1. O sistema nervoso periférico é derivado majoritariamente da Crista Neural.

3.1.1. Todas as células sensoriais do SNP são derivadas das células da crista neural.

3.1.2. As células dos paragânglios (células cromafins) também são derivadas da crista neural.

3.1.3. As células da crista neural migram para formar os gânglios sensitivos relacionados somente aos nervos trigêmeo (NC V), facial (NC VII), vestibulococlear (NC VIII), glossofaríngeo (NC IX) e vago (NC X).

4. É formado por:

4.1. Nervos cranianos

4.1.1. Nervos Somáticos Eferentes

4.1.1.1. As células desses nervos são originados das células da coluna eferente somática (placas basais) do tronco encefálico.

4.1.1.2. Composto pelos seguintes nervos cranianos: NC IV, NC VI, NC XII e grande parte do NC III.

4.1.1.2.1. Nervo abducente (NC VI) se origina das células nervosas da placa nasal do mesencéfalo

4.1.1.2.2. Nervo troclear (NC IV) se origina das células nervosas da coluna eferente somática na parte posterior do mesencéfalo.

4.1.1.2.3. O nervo oculomotor (NC III) supre a maior parte dos músculos do olho (com exceção do músculo oblíquo superior do olho que é suprido pelo troclear) e se deriva dos primeiros miótomo pré-ópticos

4.1.1.3. Nervo hipoglosso (NC XXI) é o que mais se assemelha a um nervo espinhal, se desenvolve pela fusão das fibras da raiz ventral de três ou quatro nervos occipitais. As suas fibras motoras somáticas se originam do núcleo do nervo hipoglosso, essas fibras deixam a parede ventrolateral do bulbo em diversos grupos e suas raizes convergem para formar um tronco comum, o qual cresce rostralmente para inervar a língua e com o desenvolvimento do pescoço começa a se localizar em um nível progressivamente mais alto

4.1.1.3.1. Seus axônios estão distribuídos nos músculos derivados dos miótomos da cabeça (pré-óptico e occipital).

4.1.1.4. Composto pelos seguintes nervos cranianos: NC V, NC VII, NC IX e o NC X.

4.1.1.4.1. Nervo trigêmeo (NC V) é um nervo do primeiro arco mas tem uma divisão oftálmicos que NÃO É COMPONENTE DO ARCO FARÍNGEO, é um nervo sobretudo sensorial e é o principal nervo da cabeça

4.1.2. Nervos dos arcos faríngeos

4.1.2.1. Inervam os arcos faríngeos embrionários, consequentemente serão responsáveis por inervar as futuras estruturas derivadas dos arcos faríngeos.

4.1.2.2. FOTO

4.1.3. Nervos Sensoriais Especiais

4.1.3.1. São responsáveis por detectar sensações e são composto pelos seguintes nervos cranianos: NC I, NC II e o NC VIII.

4.2. Nervos Espinhais

4.2.1. Fibras do nervos motores originadas da medula espinhal aparecem no final da quarta semana.

4.2.2. As fibras nervosas surgem das células nas placas basais da medula espinhal em desenvolvimento.

4.2.3. A raiz nervosa ventral é formada a partir de um feixe com fibras de caráter motor, enquanto a nervosa dorsal, de caráter sensitivo, é formada através das células da crista neural.

4.2.4. Um nervo espinhal é formado devido a união dos processos distais das células dos gânglios espinhais com a raiz nervosa ventral. Ao ser formado, o nervo espinhal se divide nos ramos dorsais e ventrais primários.

4.2.4.1. Ramo dorsal: inerva a musculatura axialdorsal, vértebras, articulações intervertebrais posteriores e parte da pele das costas.

4.2.4.2. Ramo ventral: contribui para a inervação dos membros e das regiões ventrolaterais da parede corporal além de formar os plexos nervosos principais (cervical, branquial, lombar e sacral).

4.2.5. Conforme os brotos dos membros se alongam, os nervos dos segmentos da medula espinhal vão inervando na direção deles e da pele.

5. Mielinização

5.1. As bainhas de mielina ao redor dos axônios das fibras nervosas periféricas são formadas pelas membranas plasmáticas do neurilema (bainhas de células de Schwann)

5.2. A mielinização ocorre primeiro nas raízes motoras e depois nas raízes sensoriais

6. .

7. doze pares de nervos que se formam durante a quinta e sexta semana