Introdução a teoria da personalidade

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Introdução a teoria da personalidade por Mind Map: Introdução a teoria da personalidade

1. A teoria e suas relações

1.1. filosofia

1.2. especulação

1.3. hipótese

1.4. taxonomia

1.5. As teorias não são fantasias inúteis fabricadas por estudiosos pouco práticos que temem sujar suas mãos na maquinaria da investigação científica.

2. Características São qualidades peculiares de um indivíduo que incluem atributos como temperamento, psique e inteligência.

3. Teoria Uma teoria científica é um conjunto de pressupostos relacionados que permite que os cientistas usem o raciocínio lógico dedutivo para formular hipóteses verificáveis.

3.1. As teorias não são leis imutáveis; elas são construídas, não sobre fatos provados, mas sobre pressupostos, que estão sujeitos à interpretação individual.

4. Freud, de fato, foi o primeiro a desenvolver uma teoria verdadeiramente moderna da personalidade, com base, principalmente, em suas observações clínicas.

4.1. A teoria de Freud sugere que muitos de nossos comportamentos e emoções são motivados por tendências inconscientes que são diretamente opostas às que expressamos

5. Psicologia da ciência

5.1. A psicologia da ciência examina como as personalidades dos cientistas, seus processos cognitivos, histórias desenvolvimentais e experiência social afetam o tipo de ciência que eles desenvolvem e as teorias que eles criam.

6. A ciência é distinguida da não ciência por sua capacidade de rejeitar ideias que não são apoiadas empiricamente, mesmo que pareçam lógicas e racionais

7. O que torna uma teoria útil?

7.1. Gera pesquisa

7.2. É refutável

7.3. Organiza os dados

7.4. Orienta a ação

7.5. É internamente coerente

7.6. É parcimoniosa

8. Ao fazer observações e indagações, você está realizando as mesmas coisas que os psicólogos, isto é, observar comportamentos humanos e tentar dar um sentido a essas observações

9. DIMENSÕES PARA UM CONCEITO DE HUMANIDADE

9.1. As teorias da personalidade diferem em questões básicas referentes à natureza da humanidade.

9.2. Determinismo versus livre-arbítrio

9.3. Pessimismo versus otimismo

9.4. Causalidade versus teleologia.

9.5. Determinantes conscientes versus inconscientes do comportamento .

9.6. influências biológicas versus sociais na personalidade

9.7. asingularidade versussemelhanças

10. Para melhorar sua capacidade de predizer, os psicólogos da personalidade desenvolveram inúmeras técnicas de avaliação, incluindo inventários de personalidade.

11. . A fidedignidade de um instrumento de medida nos diz até que ponto ele produz resultados coerentes.

12. O termo “personalidade” vem do latim persona, ou a máscara que as pessoas apresentam ao mundo ex- terno, mas os psicólogos entendem a personalidade como muito mais do que as aparências exteriores