Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
MHC por Mind Map: MHC

1. Descoberta

1.1. Transplante de tecidos

1.1.1. Gêmeos idênticos: aceitos

1.1.1.1. Não idênticos: rejeitados

1.2. Linhagens isogênicas

1.2.1. Duas cópias do mesmo alelo de cada pai

1.2.1.1. Homozigóticos em cada lócus

1.2.1.1.1. Única região genética responsável pela rejeição de enxertos de tecidos: histocompatibilidade

1.3. Eventos de recombinação em intercruzação de diferentes linhagens​

1.3.1. Lócus específico + cromossomo 17 (Antígeno II)= histocompatibilidade 2 ou H-2​

1.3.1.1. Vários genes ligados a rejeição: Complexo Principal de Histocompatibilidade​

1.4. Anticorpos que reconheciam células doadoras

1.4.1. Antígenos de leucócitos Humanos-HLA​

1.4.1.1. H-2 = HLA

1.4.1.1.1. MHC

2. Características

2.1. Polimórficos: codificam dois grupos de proteínas (Classe I e II) estruturalmente distintas, porém homólogas.​

2.2. O tamanho dos aminoácidos vai determinar as diferenças entre MHC-I e MHC-II

2.3. Moléculas ligadas à membrana

2.3.1. Ligação degenerativa

2.3.2. Reconhecimento pelas células T requer o contato célula-célula

2.4. As citocinas (interferon-γ) aumentam o nível de expressão do MHC

2.5. Possui uma fenda extracelular de ligação de peptídeo acompanhada por um par de domínios semelhantes Ig.​ ​

2.6. Os alelos para os genes MHC são codominantes. ​ ​

3. Função

3.1. Codificar proteínas de superfície que reconhecem e apresentam antígenos próprios ou externos para o nosso sistema imune adaptativo.​

4. Classes

4.1. MHC-I

4.1.1. Expressa em virtude das células nucleadas​

4.1.2. CTL CD8+

4.1.3. Apresentação de antígenos virais e tumorais​

4.1.4. Expressão aumentada por ITF-α, ITF-β e ITF-γ

4.1.5. Duas cadeias polipeptídicas

4.1.5.1. Cadeia α de 44 a 47kD codificada

4.1.5.2. subunidade de 12 kD não condificada (Microglobulina B)

4.1.6. Extremidades da fenda de ligação fechadas

4.1.6.1. Proteínas tornam-se fragmentos​

4.1.7. Trímero: cadeia α, microglobulina β2 e peptídeo​

4.1.8. Heterozigóticos para MHC: 6 moléculas de MHC-I/célula

4.1.8.1. cadeias codificadas por alelos: HLA-A, B e C

4.2. MHC-II

4.2.1. Expressa em virtude das células dendríticas, linfócitos B, macrófagos e outras células

4.2.2. CTL CD4+

4.2.3. Apresentação de peptídeos de microrganismos e proteínas extracelulares​

4.2.4. Expressão aumentada por ITF-γ

4.2.5. Duas cadeias polipeptídicas não covalentes

4.2.5.1. α de 32 a 34kD ​

4.2.5.2. β de 29 a 32kD

4.2.6. Extremidades da fenda de ligação abertas​

4.2.7. Trímero: cadeia α, cadeia β e peptídeo antigênico ​

4.2.8. Heterozigóticos para MHC: 6 a 8 alelos

4.2.8.1. 3 a 4 de cada progenitor​

5. Funcionamento:

5.1. MHC I

5.1.1. Ligam peptídios de 8–9 aminoácidos, derivados de proteínas catabolizadas no citoplasma

5.1.1.1. Antígenos Endógenos​

5.1.2. Interagem com receptores nas células NK

5.1.2.1. impede morte de células normais do hospedeiro​

5.2. MHC II

5.2.1. Ligam peptídios de 12–17 aminoácidos derivados de proteínas capturadas pelas células

5.2.1.1. Antígenos Exógenos

5.3. Peptídeo

5.3.1. Capazes de se ligar a uma molécula do MHC

5.3.1.1. Resposta de célula T realizada em alguma região do antígeno estranho.​

5.3.2. Capaz de reconhecer componentes

5.3.2.1. Próprios

5.3.2.1.1. Não geram sinais coestimulatórios ​

5.3.2.1.2. Não ativa resposta de célula T​

5.3.2.2. Não próprios

5.3.2.2.1. Induzem tais sinais coestimulatórios

5.3.2.2.2. Ativa resposta de célula T​