ENSINO-APRENDIZAGEM: ALGUMAS TENDÊNCIAS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
ENSINO-APRENDIZAGEM: ALGUMAS TENDÊNCIAS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA por Mind Map: ENSINO-APRENDIZAGEM:  ALGUMAS TENDÊNCIAS NA EDUCAÇÃO  MATEMÁTICA

1. Indagações sobre Matemática

1.1. O QUE É?

1.1.1. Constituição do mundo imaginário, do uso da criatividade, da experimentação e da possibilidade de ensaios, hipóteses e erros.

1.2. O QUE É APRENDÊ-LA?

1.2.1. Uma interação do ser humano com o mundo interior e exterior. Uma forma de dialetizar o viver, o pensar e o ser no mundo com o outro.

1.3. O QUE É ENSINÁ-LA?

1.3.1. Constituir propostas metodológicas que possibilitem a efetiva e significativa aprendizagem. Função mediadora do educador em articular o saber vivido, experienciado, e o saber abstrato.

2. PROBLEMA DA PESQUISA

2.1. Quais concepções que fundamentam o processo do ensino-aprendizagem dos sujeitos para consigo mesmos, para com os outros e para com o conhecimento?

3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

3.1. Destacar as seguintes tendências em Educação Matemática :

3.1.1. ETNOMATEMÁTICA (Ubiratan D'Ambrósio)

3.1.1.1. Dimensão política

3.1.1.1.1. Ações transformadoras relacionadas ao contexto social

3.1.1.1.2. Reconstruir a auto-estima de povo

3.1.1.1.3. Matemática como ciência do povo

3.1.1.2. Educação muticultural

3.1.1.2.1. Preparar gerações para construir uma civilização mais feliz

3.1.1.2.2. Reconhecer o saber matemático oriundo das diversas culturas

3.1.1.3. Matemática acadêmica

3.1.1.3.1. Não deve ser substituída mas os s saberes culturais devem ser valorizados

3.1.2. MODELAGEM

3.1.2.1. Conectar a realidade com a matemática

3.1.2.1.1. 1. Diagnóstico

3.1.2.1.2. 2. Escolha do tema ou modelo matemático

3.1.2.1.3. 3. Desenvolvimento do conteúdo programático

3.1.2.1.4. 4. Orientação de modelagem

3.1.2.1.5. 5. Avaliação do processo

3.1.2.2. Ensino contextualizado

3.1.2.2.1. Ensino descentralizado, exploratório e participativo

3.1.3. RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

3.1.3.1. Reação ao ensino matemático de memorização

3.1.3.2. Construir relações e entender a aplicabilidade no mundo concreto e abstrato

3.1.3.3. PCNs

3.1.3.3.1. Ponto de partida de atividades matemáticas

3.1.3.3.2. Importância da História da Matemática e da Tecnologia de Comunicação

3.1.4. TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

3.1.4.1. Década de 1970 tornou-se instrumento de exclusão social

3.1.4.2. Recursos tecnológicos

3.1.4.2.1. Constructos a novas maneiras de constituição do saber escolar

3.1.4.3. Informática na Educação Matemática

3.1.4.3.1. Contribuir para a organização do pensamento

3.1.4.4. Perspectiva tecnológica

3.1.4.4.1. Curiosidade

3.1.4.4.2. Imaginação

3.1.4.4.3. Comunicação

3.1.5. FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

3.1.5.1. Revisitar concepções em relação ao ensino-aprendizagem da matemática

3.1.5.1.1. Pensar reflexivo

3.1.5.1.2. Pensar sistemático

3.1.5.1.3. Pensar crítico

4. OBJETO DE ESTUDO

4.1. Identificação e análise das tendências na Educação Matemática.

5. MÉTODOS

5.1. Sistematização reflexiva

5.1.1. CONTEXTO

5.1.1.1. Realidade

5.1.1.2. Sujeito

5.1.1.3. Cultura

5.1.2. AUTOCRÍTICA

5.1.2.1. Conhecimento constituído

6. CONCLUSÕES

6.1. O ensino matemático percorre a ação reflexiva dos diferentes saberes gestados para operacionalizar os raciocínios interpretativos e constituir saberes.

6.2. Compreender fundamentos teóricos e práticos são imprescindíveis para a constituição de uma proposta significativa de aprendizagem.

6.3. Reconhecer e praticar as inovações propostas pelas tendências em educação matemática são imprescindíveis qualidade do ensino no que se refere à disciplina de Matemática.

7. OBJETIVO GERAL

7.1. Contribuir para o estudo reflexivo dos profissionais da área e profissionais em processo de formação, de forma a conhecerem a sua própria prática e possam construir uma proposta metodológica para o ensino da matemática.

8. Autora: Adriana Salete Loss Zorzan Revista: Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250, v. 8, n. 10 (2007), p. 77-94