e-PWG Cartilha de Usabilidade Governamental

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
e-PWG Cartilha de Usabilidade Governamental por Mind Map: e-PWG Cartilha de Usabilidade Governamental

1. Padrões Web em Governo Eletrônico

1.1. Vantagens na gestão de sítios

1.2. Garantia no nível de qualidade

1.3. Mensuração de resultados

1.4. Seleção de equipes de desenvolvimento de sítios

1.5. Redução de tempo, custo e manutenção

1.6. Adaptação a novas tecnologias

2. Introdução

2.1. O que é usabilidade

2.1.1. Estudo ou Aplicação de Técnicas que proporcionem a facilidade de uso de um dado objeto

2.1.2. Usuário como ponto de partida

2.1.3. Objetivo

2.1.3.1. facilidade de uso;                                              facilidade de aprendizado; facilidade de memorização de tarefas; produtividade na execução de tarefas; prevenção, visando a redução de erros; satisfação do indivíduo.

2.1.4. Interface

2.1.4.1. Sítio

2.1.5. HCI/IHC

2.1.5.1. Interação Humano-Computador

2.2. A usabilidade é interesse de todos

2.2.1. consciência da necessidade da usabilidade

2.2.2. conheça o básico da sua aplicação

2.3. Os custos do desenvolvimento sem usabilidade

2.3.1. quando pessoas encontram dificuldades

2.3.2. perda de dados

2.3.3. diminuição da produtividade

2.3.4. não exploração de seções ou serviços

2.3.5. abandono do sítio

2.4. Usabilidade e Acessibilidade

2.4.1. Foco

2.4.1.1. usuário (cidadão)

2.4.1.2. áreas de saber

2.5. Como as pessoas usam um sítio

2.5.1. página inicial antes de ir para onde deseja

2.5.2. exploram as páginas aleatoriamente

2.5.2.1. não leem atentamente e sequencialmente

2.5.2.2. clicam e seguem adiante

2.5.3. clicam na primeira coisa que acham

2.5.4. Não buscam a melhor alternativa

2.5.4.1. buscam um objetivo, independente do caminho

2.5.5. Não buscam saber como as coisas funcionam

2.5.5.1. preferem supor como funciona

2.5.6. Querem qualidade e credibilidade

2.5.6.1. é o mais importante para o cidadão

2.5.6.2. Se o conteúdo está defasado

2.5.6.2.1. a tendência é o abandono do sítio

2.5.7. Seguem a intuição

2.5.7.1. informação é lida de forma fragmentada

2.5.7.2. até onde o indivíduo entenda que “já sabe”

2.5.8. Querem ter o controle

3. Diretrizes de usabilidade em Governo Eletrônico

3.1. Diretriz 1 - Contexto e Navegação

3.1.1. devem ter claro a navegação e identidade do sítio

3.1.1.1. Rapidamente compreender o que é e como funciona o sítio

3.1.1.2. Facilmente localizar o que busca

3.1.1.3. Realizar os passos do serviço sem dificuldade

3.1.2. Recomendações

3.1.2.1. Página inicial clara

3.1.2.2. Estrutura do sítio lógica e fácil

3.1.2.3. Estruturar a informação de forma lógica e intuitiva para o cidadão

3.1.2.4. O conteúdo mais importante antes da dobra

3.1.2.4.1. “dobra” é o ato de dobrar o jornal ao meio para facilitar a leitura

3.1.2.5. Elementos da identidade visual localizados sempre no mesmo lugar

3.1.2.6. A ferramenta de busca presente em todas as páginas

3.1.2.7. As páginas, seções ou serviços mais utilizados visíveis

3.1.2.8. Não use páginas de transição

3.1.2.9. Documentação, tutorial e ajuda

3.1.2.10. Formatos especiais de arquivo e download

3.1.2.11. Não use janelas pop-up ou abra links em nova janela

3.1.2.12. Busca simples e depois, avançada

3.1.2.13. Resultados da caixa de busca

3.1.2.14. Formulários amigáveis

3.2. Diretriz 2 - Carga da Informação

3.2.1. soma de todos os elementos da interface

3.2.1.1. textos

3.2.1.2. links

3.2.1.3. ícones

3.2.1.4. funcionalidades

3.2.1.5. cores

3.2.1.6. fundos

3.2.1.7. menus

3.3. Diretriz 3 - Autonomia

3.3.1. O comportamento e as funcionalidades do navegador não devem ser alterados para satisfazer necessidades das páginas

3.3.2. O cidadão deve ter autonomia na utilização do sítio

3.4. Diretriz 4 - Erros

3.4.1. Toda a falha ou indisponibilidade prevista no sítio deve ser divulgada e esclarecida ao cidadão

3.4.2. Todo erro cometido pelo cidadão deve ser passível de ser corrigido

3.5. Diretriz 5 - Desenho

3.5.1. Trabalhar em favor do cidadão;                 Seguir a função do sítio;                           Auxiliar a compreensão do seu conteúdo; Manter a clareza, simplicidade e legibilidade da informação;                                         Contribuir para a encontrabilidade dos itens de informação do sítio;                                Garantir a facilidade de navegação.

3.6. Diretriz 6 - Redação

3.6.1. O sitio deve "falar" a língua das pessoas, com palavras, frases e conceitos familiares

3.6.2. O texto deve ser objetivo

3.7. Diretriz 7 - Consistência e Familiaridade

3.7.1. O cidadão deve sentir-se bem-vindo no sítio

3.7.2. O sítio deve ser familiar, identificado com a experiência de vida

4. Avaliação de Usabilidade

4.1. Métodos de Investigação

4.2. Métodos de Inspeção

4.3. Testes com usuários

4.4. Os testes no ciclo de desenvolvimento

4.5. Com quantas pessoas testar?

4.6. Protótipo

4.7. O custo da avaliação de usabilidade

5. Recursos

5.1. Livros

5.2. Sítios